skate

5 dicas de segurança para quem está começando a andar de skate

Reunir a família e os amigos para um programa cheio de diversão e prática esportiva é o passatempo preferido de muitas pessoas. E se é para se divertir cuidando do condicionamento físico o skate é uma ótima pedida. Seja no modelo mais tradicional para fazer algumas manobras, seja de long board pra pegar mais velocidade e curtir o passeio.

Mas quanto mais pessoas se interessam pela modalidade, mais aparecem as dúvidas de como começar a rolar com segurança. Andar de skate sempre envolve riscos, que podem ser minimizados com os cuidados certos. Nesse artigo listamos 7 dicas que vão te ajudar a começar a rolar com segurança.

1) Crianças: sempre acompanhadas de adultos

Pediatras e Ortopedistas não recomendam o skate para crianças menores de 5 anos. A partir dessa idade os pais podem começar a introduzir o esporte, sempre acompanhando os filhos para ajudar no equilíbrio e segurança.

A partir dos 7 anos, sempre acompanhados de adultos, os pequenos e pequenas podem começar a rolar de verdade em condições controladas. Procure terrenos menos acidentados e esteja sempre bem perto para ajudar na construção da confiança corporal das crianças. Os equipamentos de segurança como capacetes, joelheiras e cotoveleiras são indispensáveis.

Cada indivíduo vai dar respostas diferentes em tempos diferentes, e o ideal para liberar as crianças para rolarem desacompanhadas é ficar atento a evolução de cada um. Quando a confiança e o equilíbrio estiverem desenvolvidos é hora de poder curtir com consciência e segurança.

2) Escolha bem o terreno

A própria mecânica do skate já exige atenção no tipo de terreno onde você vai rolar. Não é a toa que a modalidade é conhecida por sua representatividade na cultura de rua, estando mais presente nos centros urbanos. Mas nem todo asfalto é lisinho e nem todo pavimento é livre de buracos. Escolher o local onde praticar é importante não só para crianças, mas também para os iniciantes de todas as idades e até para os atletas profissionais.

Outra dica que alia o local da prática esportiva com a segurança num sentido mais amplo são as pistas de skate supervisionadas. Grandes centros como Rio de Janeiro e São Paulo contam com um número cada vez maior de pistas que fornecem acompanhamento de segurança e até instrutores.

3) Faça manutenção no Skate

Seu skate pode ser seu melhor amigo, te carregar para lá e para cá, e te garantir horas de diversão. Então retribua e cuide bem dele. Realizar manutenção constantemente é muito importante e te ajuda a prevenir quedas causadas por mau funcionamento do seu companheiro.

Seu shape – o corpo do skate – deve estar sempre limpo, mas evite molhá-lo. Como ele é feito de folhas de madeiras qualquer líquido pode ser absorvido e causar apodrecimento. Na hora de limpar dê preferência para panos secos e capriche nas conexões com o truck – a peça de metal que liga o shape às rodinhas.

O truck em si também exige alguns cuidados. Mantenha os parafusos da base – aqueles que ligam o shape ao truck – sempre bem apertados. Já o parafuso central do skate deve ser ajustado com firmeza, mas muito cuidado, para evitar que a pressão empene o skate.

Outra peça fundamental que deve estar sempre em bom estado é o rolamento. Cada roda do skate tem o seu, e o bom funcionamento do skate depende muito deles. Além de perder velocidade você pode se colocar em risco se usar rolamentos desgastados. Para evitar a deterioração sempre use lubrificante nos rolamentos e fique atento a barulhos estranhos que podem indicar desgaste.

4) Use equipamentos de Segurança

Capacete

É o item de segurança mais importante, e é indispensável. Pode te proteger das lesões mais sérias e pode dar confiança e segurança para quem está começando. Se você não precisa se preocupar com acidentes graves sua mente pode se concentrar melhor em rolar com segurança.

Joelheira

Se você já viu alguém caindo de skate sabe que os joelhos são os primeiros a sofrerem o impacto na maioria das vezes. Por isso é importantíssimo protege-los de arranhões e cortes se uma queda acabar acontecendo. Além disso, mesmo quando você não cai seus joelhos precisam estar protegidos. A joelheiras ajudam na firmeza e sustentação, impedindo lesões de movimento como torções e rompimentos de ligamentos.

Cotoveleira

Outra parte do corpo que sempre está na linha de frente dos impactos em quedas é o cotovelo. Se você se desequilibrar para trás ou tiver uma queda lateral, seu primeiro reflexo será dobrar o braço para tentar se apoiar. E aí, sem cotoveleira, vai doer. Use sempre esse item importante, que também ajuda na prevenção de lesões mais sérias como fraturas.

Roupas e Tênis

Usando os equipamentos que já falamos até aqui, você já vai estar protegendo as áreas mais vulneráveis e evitando lesões mais sérias. Mas na maioria das vezes as quedas são menos traumáticas, sem grandes consequências. Só que isso não pede pequenas escoriações e hematomas pelo corpo, o que pode ser minimizado escolhendo a roupa certa para rolar.

Quem olha um skatista sem conhecer a cultura desse esporte pode achar que o estilo de roupas é só questão estética. Mas não é bem assim. Conforto e resistência formam a combinação perfeita de roupa ideal para andar de skate. Você não vai querer uma calça que limite seus movimentos ou uma camisa muito fina que rasgue no primeiro tombo.

Na hora de escolher o tênis o raciocínio é o mesmo: os melhores modelos são os confortáveis e resistentes. Opte por tênis mais grossos, que não vão se rasgar facilmente com o atrito no shape e no chão. Escolha bem o número do calçado, para que ele não fique nem largo nem apertado, facilitando os movimentos. Outra dica importante é usar solados retos, que vão se encaixar totalmente no skate, aumentando o atrito e dando mais confiança e segurança.

5) Use o Standy


Se você está começando a andar de skate ou se prefere um passeio mais tranquilo e mais seguro, use o Standy! Você vai se sentir muito mais confiante e vai poder acompanhar sua família e seus amigos nos rolês mais irados.

O Standy é uma haste ajustável de metal que se encaixa em qualquer modelo de skate. Ele dá a possibilidade de você usar as mãos enquanto rola, permitindo um controle muito maior e ajudando muito na prevenção de quedas. Também é um ótimo acessório para quem usa o skate como meio de locomoção, já que com mais estabilidade fica mais fácil aproveitar a velocidade atingida com as remadas.

O Standy é fácil de montar, fácil de desmontar e fácil de transportar. Quando o passeio acabar é só dobrar a haste e levar o skate embaixo do braço. Ou se preferir, deixe o Standy montado e volte para casa andando – já que ele também é um ótimo auxílio para carregar sua mochila e equipamentos.