Uncategorized

Como escolher o patinete ideal

Nada melhor do que unir diversão, adrenalina e atividade física para um passeio relaxante e revigorante. Essa combinação perfeita é oferecida pelos patinetes, que surgiram artesanalmente na década de 60 e desde os anos 90 tiveram sua produção industrializada e reconquistaram o coração da galera radical.

Os patinetes são a primeira opção de muita gente porque oferecem a mesma emoção do skate, porém com mais segurança e estabilidade. Seu shape alongado serve como um apoio seguro para os pés e o guidão ajuda no equilíbrio e no direcionamento. O resultado só podia ser velocidade e tranquilidade, requisitos básicos para um bom rolê.

Essa preocupação com segurança e estabilidade coloca o patinete como o preferido das crianças e de jovens iniciantes no mundo das rodinhas. E a dúvida que sempre surge primeiro é: qual é a idade recomendada para começar a andar de patinete?

Patinete é para qual idade?

Há vários modelos de patinete que foram feitos pensando na faixa de idade de quem anda, principalmente para os diferentes estágios da infância. Para os pequenos a partir dos 3 anos os modelos são mais leves e com mais acessórios, o que aumenta a segurança. Os patinetes começam a mudar sua estrutura quando são feitos para crianças acima de 5 anos, e o formato clássico começa a aparecer, ainda com alguns itens que dão mais estabilidade.

Depois de passar por esses estágios e adquirirem confiança, habilidade e destreza as crianças e adolescentes já podem usar o modelo clássico, feito de materiais mais pesados e com o design consagrado desde a primeira onda de patinetes que conquistaram o mundo.

Como escolher o patinete ideal?

Agora você já sabe que a idade é importante para definir o modelo ideal de patinete. Mas essa questão também pode ser importante para iniciantes de todas as idades. Dependendo da capacidade do iniciante para manter o equilíbrio e sua coordenação motora, pode valer a pena investir primeiro em um patinete de 3 rodas ou mais estável. Quer saber mais sobre quais as diferenças entre cada tipo de patinete? Continue lendo.

Patinete para crianças de 3 a 5 anos

A partir dos três anos de idade, crianças que já andam com firmeza e já desenvolveram as primeiras habilidades motoras podem ter seu primeiro patinete. Nesses casos os modelos mais indicados são os das linhas ‘baby’, que além de serem coloridos e do tamanho certo, contam com características especiais para essa faixa etária.

Um exemplo importante são as rodinhas. Para os menores o ideal é começar com três rodinhas, e não duas, como nos patinetes tradicionais. Dê preferência aos modelos que trazem as rodinhas duplas na parte da frente do patinete – isso porque ao contrário do skate, que tem suas rodinhas por baixo do shape, nos patinetes as rodas duplas são laterais, o que poderia dificultar a criançada que ainda está desenvolvendo a coordenação motora.

Patinetes para crianças maiores, jovens e adultos

Mas se a criança já for mais velha e tiver sua coordenação motora já desenvolvida, você pode optar pelos modelos mais tradicionais. A maioria dos patinetes clássicos é feito com material metálico mais resistente que os infantis de plástico. Além disso possuem apenas duas rodinhas, menores que as infantis e produzidas com materiais mais duros e resistentes.

Outra dica essencial, tanto para as crianças quanto para os iniciantes de qualquer idade, são os equipamentos de segurança. Sempre que for rolar o patinete use capacete, e não se esqueça das joelheiras e cotoveleiras para evitar lesões mais complicadas.

Skates, Patinetes e Skatenetes as vezes vêm acompanhados de alguns tombos, como a maioria dos esportes. Mas usá-los com segurança garante diversão e adrenalina sem sustos. E agora você tem mais uma opção para dar aquele passeio perfeito com toda estabilidade: o Standy!

A opção mais segura e durável, para todas as idades: o Standy!

Standy

O Standy é uma haste de metal adaptável a diversos tipos de skate que oferece muito mais segurança e estabilidade, sem perder aquela sensação de liberdade que só os skates proporcionam. Sua conexão direta no shape evita as mudanças drásticas de direção, comuns nos patinetes, que geralmente têm a ligação da haste direto no eixo das rodinhas.

No Standy, a estabilidade também fica maior pelo formato do shape do skate, mais largo que os shapes dos patinetes e com rodinhas fixadas sempre na parte de baixo. Além disso, o Standy também é mais durável e útil por mais tempo.

Como se encaixa em vários modelos, o Standy é uma ferramenta que pode acompanhar todo o desenvolvimento das crianças e ser compartilhado com os iniciantes de todas as idades. Quando você já tiver experiência nos rolês, poderá renovar sempre seu skate e manter o Standy como opção duradoura.

Quer introduzir seus filhos no mundo das rodinhas com segurança?

Quer você mesmo entrar para esse universo para acompanhar a criançada?

Quer uma opção de mobilidade útil e duradoura?

Conheça o Standy e aproveite: visite nosso site e nossas páginas no facebook e no instagram, e saiba como ter o seu Standy!